7/19/2013

PALAVRA DE HONRA

Quem não honra a sua palavra,                                
A minha dura sentença lavra.
Não sois digno do meu apreço.
Tenho a noção do que mereço;
Sou lua e sol, no meu lugar.
Pertenço à terra do meu mar
E não tenho tempo a perder.
Quero afugentar o meu sofrer;
De verdades e saudades padecer.

mongiardimsaraiva

Nenhum comentário:

Postar um comentário